10 linguagens de programação que a Tesla busca em desenvolvedores

Em um mundo tão guiado pela tecnologia quanto o atual, muitos desenvolvedores de software pensam em como entrar em algumas das maiores companhias de diversos setores, como a Tesla, de Elon Musk, que além de ser uma das mais importante empresas automotivas hoje em dia, também é um importante pilar em inovações no mercado tech como um todo.

Uma empresa como a Tesla conta com especialistas de TI nos mais diversos setores, seja no desenvolvimento de sites ou soluções de pagamento até mesmo para a criação de seus veículos elétricos. E essa grande variedade de áreas faz com que diferentes linguagens de programação sejam atraentes em entrevistas de emprego na organização, o que faz com que diferentes sintaxes se tornem importantes pontos para cada uma.

Sabendo disso, o site Analytics Insight preparou uma lista com as dez linguagens de programação mais visada pela Tesla em profissionais de desenvolvimento de softwares. Confira a seguir:

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Python

Python, sendo uma das linguagens de programação mais populares do mundo, também é visada pela Tesla. (Imagem: Reprodução/Johnson Martin/Pixabay)

O Python foi desenvolvido nos anos 1980 e lançado em 1991, e logo se tornou uma popular linguagem de programação graças a sua utilização na criação de aplicações web diversas e scripts — sendo utilizada para estes fins até hoje.

Sua sintaxe extremamente amigável para iniciantes faz com que ela seja uma linguagem fácil de ser aprendida, e quem tem habilidades com ela pode encontrar boas oportunidades de emprego – até mesmo em empresas como a Tesla.

Java

Uma das linguagens mais conhecidas do mundo, o Java é principalmente usado no desenvolvimento de aplicações focadas em serviços para clientes – e, graças a forma que ela foi criada, pode ser executada na grande maioria dos computadores, do Windows ao Mac.

Além disso, ela é muito utilizada na programação mobile, principalmente para Android, o que torna ela uma habilidade importante para desenvolvimento de softwares multimídia, por exemplo, os que conectam smartphones com sistemas de carros.

JavaScript

O JavaScript tem papel fundamental na internet como um todo. (Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Com papel importantíssimo no funcionamento da Internet como conhecemos, o JavaScript continuará sendo uma das linguagens mais procuradas e populares do mercado ainda por muitos anos, principalmente pela leveza de processamento de aplicações desenvolvidas com ele

C#

Com sintaxe parecida com outras linguagens da família C, o C# continua sendo uma importante linguagem no mercado sendo usada em aplicativos web e mobile, desenvolvimento de jogos e até mesmo para programas voltados para negócios – o que transforma ela em uma habilidade que permite a atuação dos desenvolvedores na criação de diversas soluções.

SQL

Desenvolvida em 1974 na IBM, o SQL foi uma das primeiras linguagens de programação de uso comercial, sendo utilizada frequentemente até hoje, principalmente no que se diz respeito a banco de dados.

Em qualquer lugar que utilizar banco de dados, é possível encontrar referências ou mesmo o uso dessa linguagem – tornando desenvolvedores com aptidão para ela visadas em diferentes setores, incluindo em empresas como a Tesla.

Ruby

Ruby é a linguagem mais popular usada no mundo corporativo, mais especificamente nas startups. Conforme a expansão e criação de novos empresas desse tipo ocorrem, maior será a demanda por desenvolvedores que saibam utilizar a Ruby, principalmente em 2022 e o possível cenário positivo de um mundo pós-pandêmico.

Além disso, quem souber utilizar as integrações da linguagem com o Ruby on Rails também estará bem visado, já que poderá criar conceitos e aplicações mais complexas com maior agilidade.

TypeScript

O TypeScript é uma linguagem derivada do JavaScript que tenta corrigir algumas das falhas em termos de recursos da linguagem mãe. Ela tem código aberto, foi criada pela Microsoft e permite a visualização mais fácil de módulos, classes e até mesmo a estrutura do programa.

Além disso, todo código JavaScript funciona no Typescript, e também com compatibilidade com o Node.js, interface de programação back end da linguagem.

CSS

O CSS é normalmente utilizado em conjunto com o HTML para manipular a aparências de sites, conseguindo determinar o tamanho, cor e posição dos elementos programados pelos desenvolvedores.

Sua sintaxe é fácil e seu aprendizado é um importante complemento para o HTML – a tornando uma linguagem visada no mundo corporativo.

PHP

PHP está há anos no mercado, mas mesmo assim é uma linguagem de programação procurada em desenvolvedores por empresas como a Tesla. (Imagem: Reprodução/Ben Griffiths/Unsplash)

Com 31 anos de história, o PHP é uma linguagem de código-aberto que vem sendo dita por analistas do mercado como próxima de sua morte, desde pelo menos 2014, mas ele continua popular, com aplicações como o Slack sendo desenvolvidas a partir dela. Além disso, 80% dos sites da internet foram feitos em PHP, como o Facebook.

Mesmo que os analistas talvez queiram que o PHP suma, 2022 não será o momento em que isso acontecerá – e o fato de empresas gigantes como a Tesla ainda procurarem desenvolvedores que utilizam essa linguagem comprova esse fato.

React

Se companhias como o Meta utilizam o React de forma integrada com seus principais sistemas, outras, como a Tesla, utilizam a linguagem como uma importante forma de desenvolver a experiência de usuários (UX) de forma criativa e intuitiva. Além disso, esse código tem como um de suas principais características a reação as necessidades do programador, tornando ela uma importante habilidade para qualquer programador que queira desenvolver aplicações interpretadas de forma mais simples.

Fonte: Analytics Insight