Ambipar: 30 aquisições após o IPO e ampliação do negócio com ESG no centro

Em julho de 2021, quando a Ambipar completou um ano de seu IPO, a valorização das ações superou os 50%. Nesse contexto, a companhia realizou 17 aquisições, no mesmo período. Agora já são 30 aquisições, o triplo do que havia sido feito antes da abertura de capital. Ir ao mercado demanda um forte trabalho de governança para que todas as empresas tenham os mesmos valores e cultura — no caso da Ambipar, pautados pelos princípios ESG.

Receba gratuitamente a newsletter da EXAME sobre ESG. Inscreva-se aqui

“Exemplo disso é a existência de três comitês de assessoramento ao conselho de administração (auditoria, conduta e sustentabilidade). Em 2022 a companhia tem como objetivo viabilizar de maneira aprofundada a padronização da conduta dos negócios pelo mundo”, diz Rafael Tello, diretor de sustentabilidade da Ambipar.

Ainda em relação às aquisições, elas estão sendo realizadas de modo a completar o portfólio da empresa que trabalha com segurança e resposta a acidentes, gestão de resíduos, adaptação às mudanças climáticas e outras frentes que ajudam os clientes e a si própria.

Um exemplo é a Biofílica, empresa comprada em julho do ano passado e que inseriu a Ambipar no mercado de créditos de carbono. “Somos ESG pela natureza do negócio; ajudamos clientes a, por exemplo, zerar os resíduos em aterro. Em outro caso, ajudamos na mensuração e execução da compensação de carbono”, diz Tello.

Para o executivo, a atuação da companhia tem impacto direto na sociedade. A empresa Boomera, outra aquisição da Ambipar, por exemplo, apoia o desenvolvimento de cooperativas de catadores.

Os trabalhos de segurança e minimização de riscos ambientais também impactam na qualidade de vida das comunidades. “Desenvolvemos soluções para liderar as mudanças necessárias nos negócios e no planeta, priorizando ações de economia circular e baixo carbono.”

A força do mercado e a atuação do grupo Ambipar fizeram com que, em setembro de 2021, Gisele Bündchen, que possui atuação na defesa do meio ambiente, se tornasse acionista, embaixadora da marca e membro do comitê
de sustentabilidade do grupo.

A Ambipar é uma companhia formada por duas empresas: a Ambipar Environment, com soluções ambientais, e a Ambipar Response, de prevenção de acidentes, respostas e emergências. Desse modo, o ESG está intrínseco nas atividades. Para Cristina Andriotti, CEO da Ambipar Environment, mais do que oferecer produtos e serviços, para além de pensar nas próprias atitudes socioambientais responsáveis, a Ambipar tem tido um papel de educação de empresários e investidores no país.

“Em todas as aquisições desde o IPO, sempre consideramos um portfólio complementar e ESG. Mas percebemos algumas dificuldades no entendimento dos investidores. Por isso, neste ano começamos a recebê-los em dois turnos, todas às sextas-feiras, para mostrar na prática como a gestão de resíduos, créditos de carbono e outras frentes ocorrem”, afirma Andriotti.