sábado, novembro 27, 2021
InícioCelebridadesBárbara Silêncio faz natalício: veja momentos marcantes da vida da atriz -...

Bárbara Silêncio faz natalício: veja momentos marcantes da vida da atriz – Revista Marie Claire

Bárbara Silêncio (Foto: Reprodução: Instagram/@leocestari )

Atriz, diretora e produtora, Bárbara Silêncio completa neste domingo (17) 47 anos. Nascida no Rio Grande do Sul, formou-se pela Escola de Teatro Macunaíma e pelo Meio de Pesquisa Teatral CPT de Antunes Fruto. Trabalhou em mais de 25 peças, recebendo em 2013 Honra ao Préstimo Cultural do Ministério da Cultura. Na TV Orbe, ela participou de diversas novelas e séries, além de ter atuado em longas e curtas-metragens para o cinema. Porquê diretora, o documentário – e seu primeiro longa – “Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e expressar: Parou” estreou no Festival de Veneza em 2019. Separamos alguns momentos marcantes da vida e curso da atriz inferior. Confira!

Pretérito

Órfã de pai e mãe, a atriz saiu de Campo Bom, pequena cidade no interno do Rio Grande do Sul, para tentar a vida em São Paulo. Em conversa com Marie Claire, ela abriu o jogo sobre ter pretérito urgência antes de compreender o sucesso profissional que vemos hoje. 

Outro tema importante foi o consórcio com Héctor Babenco, quase 30 mais velho do que ela. O cineasta faleceu em 2016 e, três anos antes, Bárbara contou à Marie Claire, sobre comentários que costumava ouvir em relação aos dois.

“As pessoas não entendem o que é a nossa relação. Criam estereótipos e rótulos. Só nós dois sabemos uma vez que o nosso relacionamento é lindo. Porquê temos reverência e assombro por esse nosso momento. Que é efêmero, porque não sabemos o dia de amanhã. u tenho 38 anos. Ele tem 67. Sabemos para onde a vida vai caminhar. São muitos fatores. Sabemos que nosso relacionamento vai ser para sempre, mas não sabemos os rumos que vai tomar. Eu estou começando a ir para a metade da vida. Ele está se aproximando de uma segunda metade”, disse à quadra.

barbara paz home (Foto: Eduardo Rezende)

barbara tranquilidade (Foto: Eduardo Rezende)

Bárbara começou a trabalhar muito cedo, antes dos dez anos. “Eu varria o recinto do clube e, em quatro semanas, ganhava uma carteirinha para poder usar a piscina no verão. Eu tinha uns 7, 8 anos, varria dançando, me dava uma felicidade imensa porque ia poder usar a piscina. Mas eu passava a tarde inteira na piscina nadando, no sol, e, quando saía de lá, morrendo de penúria, não tinha moeda para comprar um picolé. Lembro até hoje de um cachorro-quente que tinha no clube, muito gostoso. Uma vez por semana eu conseguia comprar. Mas, nos outros dias, não. Aquilo me doía muito. Eu sempre pensava que alguma coisa boa ia ocorrer, e acontecia – alguém me pagava um cachorro-quente ou eu podia manducar e remunerar depois. Evidente que essa urgência toda me fez melhor, me transformou na gladiadora que sou hoje, mas não quero dar isso para uma moço”, contou.

Mansão dos Artistas

No reality show de 2001, a atriz levou o prêmio de 300 milénio reais e ganhou o coração do público e do músico Supla durante o programa, o que abriu portas para trabalhos na televisão. A primeira edição contou também com Mari Alexandre, Alexandre Frota, Nana Gouvêa e Alessandra Scatena.

Supla relembra namoro com Bárbara Paz  (Foto: reprodução/instagram)

Supla relembra namoro com Bárbara Silêncio (Foto: reprodução/instagram)

TV e cinema

No SBT, protagonizou as novelas Marisol (2002) e Maria Esperança (2007), além de viver a cômica Inocência, em Cristal (2006)

Destacou-se na Orbe quando, em 2009, fez o papel da jovem que sofria de inapetência alcoólica Renata, na romance Viver a Vida; Em 2011 deu vida à a vilã Virginia, na romance Morde & Assopra. Em 2013, interpretou a também vilã Edith em Paixão à Vida; Em 2015, interpretou Nelita em A Regra do Jogo e, em 2017, fez segmento do elenco da romance O Outro lado do Paraíso, vivendo a vilã Jô.

No cinema, entre curtas e longas, Bárbara recebeu em 2003 o Kikito de Melhor Atriz do Festival de Gramado por sua performance no curta “Resultado Descartável”; Em 2013, recebeu a Medalha Cavaleiro da Ordem do Préstimo Cultural 2013, concedida pelo Ministério da Cultura; No ano de 2016 estrelou uma vez que Sofia o filme “Meu Camarada Hindu”, que vive uma história de paixão com o ator americano Willem Dafoe.

Estreou uma vez que diretora com o documentário “Babenco – Alguém tem que ouvir o coração e expressar: Parou”, no festival de Veneza de 2019, quando venceu o prêmio de melhor documentário sobre cinema Venice Classics – e ainda coleciou diversos prêmios pelo mundo com o longa, sendo o escolhido pela Ateneu Brasileira de Cinema para simbolizar o Brasil no Oscar de melhor filme internacional na 93ª edição do prêmio.

Sem tabus

Durante entrevista ao podcast “Almasculina” em maio deste ano, a atriz revelou ser não-binária. “Sou uma pessoa inquieta. Uma mulher, um varão, não-binária. Descobri que sou não-binária há pouco tempo. Um companheiro meu falou que eu era, e eu acreditei, entendi”, disse.

“Sou uma pensadora, uma diretora, uma cineasta, uma atriz, uma pintora, uma escritora. Nas horas vagas a gente tenta tudo com as mãos, com a cabeça, com o cérebro e com a imaginação. A imaginação precisa estar trabalhando o tempo todo. Portanto, não sei muito quem eu sou. Se você tiver alguma referência para me expressar quem eu sou, ainda estou em procura. Sou muitas coisas. Sou muitos, muitos, muitas. É difícil expressar quem você é para se apresentar. Sou uma pessoa de fazer o que tenho dentro, o que não é pouco. Arte”, continuou e completou: “Eu fui o varão da vivenda. Mesmo sendo moço, eu me sentia responsável por aquilo tudo. Sentia que tinha que cuidar da vivenda.”

Protestos no tapete vermelho

Em 2019, no Festival de Veneza, ela apareceu no tapete vermelho de Martin Eden, ao lado de do pintor americano Julian Schnabel, e aproveitou para reclamar em prol da Amazônia, com um papeleta escrito “I´m Amazônia”, em tradução livre, “Eu sou Amazônia”.

Barbara Paz (Foto: Getty Images)

Barbara Silêncio (Foto: Getty Images)

Na edição deste ano, a atriz roubou a cena mais uma vez ao reclamar contra as mudanças climáticas no aclamado tapete vermelho. A atriz brasileira, que teve seu curta “Ato” competindo na mostra Orizzonti, usou look Gucci com mochila transparente com uma vegetal e “aparelho” para respirar.

Barbara Paz (Foto: Getty Images)

Barbara Silêncio (Foto: Getty Images)

LINKS PATROCINADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS MAIS RECENTES