sexta-feira, janeiro 21, 2022
InícioProgramas e SoftwaresFiscalização agropecuária vai relatar com uso de drones no RS

Fiscalização agropecuária vai relatar com uso de drones no RS

Oito servidores do Departamento de Vigilância e Resguardo Sanitária Bicho da Secretaria da Cultura, Pecuária e Desenvolvimento Rústico (SEAPDR) realizaram ontem (17) e hoje (18), durante todo o dia, aulas práticas de um curso de pilotagem de drone, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. O objetivo do curso, que começou em outubro e tem duração de 80 horas/lição, é capacitar os agentes para uso dos equipamentos para a vigilância agropecuária.

> Receba as notícias do Clic pelo WhatsApp 

Os técnicos integram os programas Sentinela e Guaritas, que atuam na fronteira do Rio Grande do Sul com Uruguai e Argentina e também na lema do estado com Santa Catarina e ficarão responsáveis por multiplicar o conhecimento com outros agentes envolvidos na fiscalização.

Os equipamentos foram adquiridos pela SEAPDR através de convênio com o Ministério da Cultura, Pecuária e Provisão (Planta).

Os drones vão facilitar no monitoramento e mapeamento de áreas rurais – Foto: Augusto Dantas/Divulgação SEAPDR

Inscreva-se no conduto do Clic no YouTube 

“Estes equipamentos vão agilizar as atividades de fiscalização e de vigilância da Secretaria. Tanto a fiscalização em propriedades rurais, para visualização de animais, quanto a fiscalização em trânsito, em locais de passagem”, destaca Francisco Lopes, coordenador do Programa Sentinela da Secretaria.

O Fundo de Desenvolvimento e Resguardo Sanitária Bicho do Rio Grande do Sul (Fundesa) custeou o curso e também alguns acessórios para a utilização dos equipamentos.

“O Fundesa está contribuindo para a qualificação do Serviço Veterinário Solene do estado e para a estruturação de material”, afirma o presidente do Fundesa-RS, Rogério Kerber. 

Técnicos da Secretaria estão recebendo curso de treinamento para utilização dos drones – Foto: Augusto Dantas/Divulgação SEAPDR

Baixe agora o aplicativo da ClicRádio 

“O drone é uma instrumento muito interessante para monitoramento e mapeamento de áreas agrícolas, pois permite o monitoramento de grandes regiões, locais mais afastados ou de difícil aproximação, de uma maneira rápida, prática e precisa, a partir de uma câmera embarcada no drone”, explica o professor Christian Bredemeier, da Universidade Federalista do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O professor está ministrando o curso. No caso do mapeamento, Bredemeier destaca que é verosímil fazer voos pré-definidos, obtendo um mosaico de uma superfície determinada com muita precisão e qualidade.

O passo seguinte às aulas práticas será a utilização de softwares para a estudo das imagens coletadas pelos drones.

“Os softwares deverão ajudar a automatizar ações porquê a narração de animais através das imagens”, destaca Francisco Lopes.

Vem aí mais um Mega Feirão do Clic 

LINKS PATROCINADOS

MAIS ACESSADOS

COMENTÁRIOS MAIS RECENTES