Identificado novo vírus no Windows que pode roubar seus dados

Usuários do Windows devem ficar atentos em relação a um novo malware capaz de roubar dados confidenciais além de credenciais de acesso de perfis em redes sociais. Segundo o portal Zscalers, o vírus – chamado de FFDoider – invade o sistema operacional do Windows para roubar informações do navegador e senhas das vítimas.

Leia mais: Como enviar foto no WhatsApp que só pode ser vista uma vez

No geral, ele costuma se camuflar em meio a games pirateados e arquivos torrent de softwares de programas crackeados. Em outros casos, ele pode se disfarçar de aplicativos, como o Telegram para Windows, por exemplo, para ter acesso a todos os dados de quem caiu na armadilha.

Roubo de senhas

Depois que é instalado, o FFDoider passa a fazer alterações no sistema operacional. Ele começa buscando dados salvos no navegador Chrome, mas logo realiza invasões em outros buscadores, como o Mozilla Firefox e o Microsoft Edge.

O vírus também passa a ter acesso ao outras funcionalidades do computador, criadas para facilitar o dia a dia dos usuários. Um exemplo são os cookies e o salvamento automático de senhas. Neste caso, o computador fica bastante vulnerável, bem como a vida financeira do dono dele.

Além do roubo de informações confidenciais, os cibercriminosos também se apoderam de dados de mídias sociais conhecidas, como o Instagram, Twitter, Facebook e até mesmo o cadastro na Amazon do usuário.

O acesso facilitado às redes da vítima permite que dados pessoais, números de amigos, detalhes de pagamentos, selos de verificação, dentre outras características, fiquem totalmente à mercê dos hackers.

Portanto, a recomendação é que os internautas tenha cuidado com aquilo que eles baixam diretamente no seu computador, mantendo em dia as atualizações de proteção do dispositivo.

Além disso, outra dica é sempre baixar conteúdos de fontes confiáveis e reconhecidas, como lojas oficiais, marketplaces e de desenvolvedores. Isso pode evitar maiores dores de cabeça que, certamente, não ficarão apenas no mundo virtual.